A Associação dos Engenheiros da Sabesp – AESabesp promove anualmente um evento denominado Encontro Técnico e Fenasan – Feira Nacional de Saneamento e Meio Ambiente. Participam deste evento cerca de 10.000 pessoas: congressistas, palestrantes, visitantes. Há 3 anos preocupada com a emissão de carbono a associação tem utilizado serviços de empresa especializada em projetos de crédito de carbono para o plantio de árvores para compensar a emissão dos gases que provocam o efeito estufa, emitidos em função da realização do evento.

Em 2010, a AESabesp, movida por ações da diretoria de Projetos Socioambientais resolveu não só plantar árvores, mas despertar e provocar entre os participantes a conscientização ambiental para não apenas compensar mas antes, minimizar a emissão dos gases. Para tanto, foram priorizadas ações voltadas à sensibilização e conscientização, visando contribuir para a percepção, compreensão e participação efetiva na melhoria da qualidade de vida local em sintonia com as urgências globais.

As ações propostas no escopo deste Projeto são mais de conscientização do que de quantificação do consumo de carbono. Numa linha pedagógica foi demonstrado a todos os participantes, expositores, fornecedores e visitantes, os benefícios alcançados pelas práticas de utilizar materiais sustentáveis nas montagens de estandes, minimização da distribuição de impressos, redução do uso de energia, consumo de água com racionalidade, reciclagem de resíduos – com base no Programa 3Rs – Reduzir, Reutilizar e Reciclar, da Sabesp – além de estimular o não fornecimento de materiais descartáveis, como copo, talheres, pratos e demais recipientes. Os quesitos relativos à redução do uso de energia e consumo de água de maneira racional, nesta edição, em função de não se ter dados dos anos anteriores foi apenas contabilizada para compor o cálculo da próxima edição.

Durante o evento, essas práticas foram continuamente estimuladas e depois do evento foi contabilizada a emissão de carbono com base na apresentação do projeto produção de resíduos, gasto de energia e água e meios de transporte utilizados.

Considerando que o transporte veicular é o responsável pela produção na cidade de São Paulo, por 78% da emissão dos GEE – Gases do Efeito Estufa, um dos grandes destaques dentro das ações transversais deste projeto é o incentivo ao uso de transportes alternativos.